Saltar navegação. Ir directamente ao conteúdo principal

Partilhar

  • Youtube
  • RSS

ES

Instituto BBVA de Pensões

Está em:

  1. Inicio
  2. Site
  3. Artigo

Os portugueses identificam os PPR e os Fundos de Pensões como soluções para a reforma

Entre os 22% que tomam decisões financeiras para o momento da reforma, três quartos opta por contratar produtos específicos de poupança para a reforma.
Os portugueses identificam os PPR e os Fundos de Pensões como soluções para a reforma

25 de Novembro de 2013 | 00:00

Apenas 22% dos portugueses tomam algum tipo de decisões, financeiras ou de outro âmbito, com o objetivo de estarem mais bem preparados no momento da reforma. Destas pessoas, a grande maioria opta por contratar produtos como PPR, Fundos de Pensões ou Seguros de Poupança.
 
A contratação destes produtos é uma decisão mais presente entre aqueles que agem a pensar na reforma. Segundo os resultados da sondagem “As pensões e os hábitos de poupança em Portugal”, elaborada pelo BBVA, 75% das pessoas que tomam decisões para se prepararem para a reforma optam por este tipo de soluções, o que confirma que os portugueses associam a poupança em função da reforma com estes produtos, ou identificam estes produtos como soluções para a contingência da reforma. 
 
Por idades, os dados mostram que essa adesão é muito forte a partir dos 35 anos, por parte das pessoas que poupam através desses veículos. Apenas 29% das pessoas com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos e que já tomou decisões em função da sua reforma diz ter contratado um PPR, Fundo de Pensões ou Seguro de Poupança.
 

Outras medidas

 
Além desta opção, entre aqueles que materializaram em ações a sua preocupação com a reforma, 32% afirma simplesmente ter começado a poupar, com as outras decisões, como efetuar algum tipo de investimento, ou outro tipo de medidas, a assumirem percentagens muito residuais.
 

Se gostou deste artigo, receba mais informação através da nossa newsletter

Quero subscrever a newsletter

0 Comentários

Utilize o formulário abaixo para nos dar a sua opinião. O endereço de e-mail é necessário para entrar em contacto consigo.