Saltar navegação. Ir directamente ao conteúdo principal

Partilhar

  • Youtube
  • RSS

ES

Instituto BBVA de Pensões

Está em:

  1. Inicio
  2. Site
  3. Artigo

40% das famílias portuguesas consegue poupar apesar da crise

Com a crise, o nível de poupança nos lares portugueses diminuiu 79% nos últimos 5 anos.
40% das famílias portuguesas consegue poupar apesar da crise

24 de Novembro de 2013 | 09:00

A crise económica fez-se notar com força nos hábitos dos lares portugueses, onde em quase 80% dos casos se assistiu à diminuição das taxas de poupança nos últimos 5 anos. Por outro lado, apenas 12% dos lares manteve o seu nível de poupança e 7% conseguiu aumentar esse valor. Estas são conclusões da sondagem BBVA “As pensões e os hábitos de poupança em Portugal.”
 
Apesar da descida na maioria dos casos, atualmente, uma parte dos lares portugueses consegue destinar uma parte dos seus rendimentos à poupança: 40% reconhece que consegue poupar, uma percentagem que aumenta nas classes sociais mais altas, sendo que os restantes 60% não o fazem. De realçar o facto do nível de poupança verificado nas classes mais altas ser, em valores médios, cerca do dobro do nível das classes mais baixas.
 
Em termos de idade, encontra-se um maior número de pessoas que consegue poupar nos grupos etários mais novos, com destaque para o grupo dos 26 aos 35 anos, onde se observa a maior percentagem do número de famílias que consegue poupar. Esta percentagem diminui, depois, com o aumento da idade, importando ter em conta algumas circunstâncias que podem ter interferência nesta tendência, como, por exemplo, a maior carga económica a que estão sujeitas as famílias com filhos.
 

Se gostou deste artigo, receba mais informação através da nossa newsletter

Quero subscrever a newsletter

0 Comentários

Utilize o formulário abaixo para nos dar a sua opinião. O endereço de e-mail é necessário para entrar em contacto consigo.