Saltar navegação. Ir directamente ao conteúdo principal

A MINHA PENSÃO RESPONDE

Está em:

  1. Inicio
  2. Site
  3. Artigo

O ABC da poupança para a reforma

Javier Diaz-Giménez, do Fórum de Especialistas Instituto BBVA de Pensões, dá a chave da poupança para a reforma que passa por poupar muito e cedo, além de dar conselhos na negociação das comissões pagas pela gestão dessa poupança.

Tempo de leitura: 3 minutos

Partilhar

Imprimir
O ABC da poupança para a reforma
 

Nas palavras do próprio Diaz-Giménez"Para viver bem durante reforma devemos poupar muito, poupar cedo, analisar com cuidado a fiscalidade da poupança para a reforma e as comissões pagas pela sua gestão, alterar a composição da carteira de poupança para a reforma à medida que se aproxima a idade da reforma e lembrar que transformar o capital que poupámos durante a nossa vida laboral numa renda vitalícia é muito caro."

Recomendamos que leia em profundidade o relatório"O ABC da poupança para a reforma " PDF (1,4Mb)

Entre as conclusões que o especialista indica incluem-se:

A fábula da formiga e da cigarra ensina-nos que devemos ser responsáveis pela nossa poupança para a reforma, pelo menos parcialmente. Como a reforma é cada vez mais longa, se queremos ter uma velhice confortável e sem preocupações, o mais prudente é poupar muito para a reforma.

Além disso, se queremos aproveitar a magia da capitalização, temos que começar a poupar cedo, mesmo em pequenas quantidades, no princípio da nossa vida laboral.

Como quanto maior é a rentabilidade da poupança, menor a quantidade de poupança necessária para alcançar um determinado património, e como os custos de gestão das poupanças diminuem muito a sua rentabilidade, devemos ter muito cuidado com estes custos. Como rentabilidade relevante de um ativo deve ser calculada depois de impostos, devemos analisar cuidadosamente a fiscalidade dos produtos de poupança na hora de escolher entre estes. Esta análise deve ter em conta a fiscalidade tanto no momento das contribuições como no momento de resgate do património acumulado.

Para reduzir os riscos de poupança de longo prazo, a composição de uma carteira de poupança para a reforma deve ser dinâmica, aumentando a proporção de ativos de menor risco à medida que nos aproximamos do momento da reforma.

Ao atingir a reforma temos de decidir o que vamos fazer com o património acumulado. Como transformar a poupança numa renda vitalícia é muito caro, em muitos casos é mais eficiente desenhar uma estratégia de retiradas parciais programadas, que poderão tornar-se decrescentes, se superarmos a nossa previsão de longevidade.

Não deixe de ler o relatório"O ABC da poupança para a reforma " PDF (1,4Mb)

Subscrição do Boletim do Fórum de Especialistas

O Fórum de Especialistas do Instituto BBVA de Pensões publica mensalmente um Boletim, com as novidades mais relevantes em matéria de pensões e reforma. Subscreva o Boletim

Subscreva e receba agora o Boletim do Fórum de Especialistas

Motor de Busca do Fórum de especialistas

Data de publicação

Deixe o seu comentário

Utilize o formulário abaixo para nos dar a sua opinião. O endereço de e-mail é necessário para entrar em contacto consigo.

Condições de subscrição do serviço do Boletim/Newsletter

Os dados de natureza pessoal (Nome/e-mail) solicitados, serão tratados em conformidade com a Lei de Proteção de Dados Pessoais e utilizados exclusivamente com a finalidade de subscrição do serviço do Boletim/Newsletter, através do qual o utilizador autoriza o envio de notícias e novidades de interesse sobre as matérias cobertas pelo website.

Os referidos dados pessoais serão incorporados num ficheiro da responsabilidade do Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (Portugal), S. A., que garantirá a sua correta utilização e a sua confidencialidade e salvaguarda, nos termos previstos na Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro (Lei de Proteção de Dados).

Política de protecção de dados

Em cumprimento do disposto na Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro (Lei de Protecção de Dados Pessoais), que estabelece o direito de informação dos titulares dos dados pessoais, informamos que os dados pessoais fornecidos serão incorporados num ficheiro informático, sob responsabilidade do Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (Portugal), S. A., que garantirá a sua confidencialidade e segurança, com a finalidade exclusiva de subscrições da newsletter “A minha pensão”, através do website http://www.aminhapensao.pt

Poderá alterar ou suprimir o seu consentimento a qualquer momento, sem efeitos retroactivos, mediante comunicação por escrito para a direcção de correio electrónico que figura no final da presente nota.

Poderá exercer o seu direito de acesso, rectificação, cancelamento ou oposição ao tratamento dos seus dados pessoais nos termos estabelecidos na lei, através de contacto escrito com o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (Portugal), S. A., enquanto responsável pelo tratamento, através do endereço Av. Liberdade 222, 1250-148 Lisboa ou ainda usando o endereço de correio electrónico aminhapensao.pt@bbva.com.

Comentários

Carregando...

Ainda não há comentários