Saltar navegação. Ir directamente ao conteúdo principal

Portugues

A Minha Pensão

A MINHA PENSÃO RESPONDE

As pensões e os hábitos de poupança em Portugal

V Sondagem do Instituto BBVA de Pensões (2017)

V Sondagem
icon

V Sondagem do Instituto BBVA de Pensões

As pensões e os hábitos de poupança em Portugal

2017

Uma sociedade preocupada com as pensões públicas

icon 67%

Três em cada cinco entrevistados preocupam-se bastante (36%) ou muito (31%) com o futuro das pensões públicas em Portugal. A preocupação é maior especialmente em relação aos anos anteriores.

Em que medida está preocupado com o futuro das pensões públicas em Portugal?

Base: Total de pessoas entrevistadas
icon


icon 46%

Quatro em cada dez entrevistados (40%) pensam que poderão "viver sem dificuldades" durante a reforma. Quase metade da população (46%) duvida que o possa conseguir.

Na sua opinião quando se reformar, tendo em consideração todos os rendimentos com os quais possa contar nessa altura, acredita que serão suficientes para viver sem dificuldades?

Base: Total de pessoas entrevistadas
icon


icon 1118

icon

O valor médio mensal que os portugueses necessitariam para viver durante a reforma ascende a 1.118€, aproximadamente 665 € acima da pensão média esperada.

Imagine que no próximo mês atinge a idade legal de reforma e se reforma. Qual o valor mensal em euros que crê que seria necessário para viver sem grandes dificuldades?

Base: Total de pessoas entrevistadas
icon


Elevada desinformação dos cidadãos sobre a reforma

icon

71% icon

icon

Sete em cada dez portugueses (71%) consideram-se pouco ou nada informados sobre o montante da sua futura pensão, e seis em cada dez desejariam obter mais informação sobre o montante da sua futura pensão e a idade em que se podem reformar.

A propósito da sua reforma, diria que está muito, bastante, pouco ou nada informado?

Gostaria de estar mais informado sobre...?

Base: Total de pessoas entrevistadas
  • O valor da sua futura pensão de reforma
  • A idade em que se poderá reformar
  • Diferentes formas de poupar para a reforma


72% icon

Quase três em cada quatro portugueses (72%) acreditam que os reformados recebem menos pensão do que os contribuíram enquanto trabalhadores.

Crê que a pensão que se paga aos reformados, desde que se reformam até falecerem é...?(

Base: Total de pessoas entrevistadas


91% icon

Nove em cada dez entrevistados (91%) consideram "aconselhável que cada qual poupe para complementar a reforma da Segurança Social"...

Considera aconselhável qua cada um poupe para complementar a sua pensão da segurança social?

Base: Total de pessoas entrevistadas

icon 57%

...mas quase seis em cada dez (57%) não começaram a poupar para a sua reforma

Já começou a poupar de alguma maneira para a reforma?

Base: 539 pessoas entrevistadas que afirmam poupar algo na maioria dos mese


40 anos icon

Por que não poupa para a reforma? Os jovens, porque "falta muito", quem tem mais de 40 anos, porque não crêem ser "capazes de poupar para isso"

Qual é a principal razão pela qual não planeia poupar para a reforma?

Base: 420 pessoas que não estão atualmente a poupar para a reforma, nem o pensam fazer nos próximos 2 anos


Os entrevistados pedem liberdade para decidir a idade de reforma
e transparência sobre os direitos adquiridos individualmente

icon
icon

58.8 anos

Os trabalhadores portugueses em média, gostariam de se reformar aos 58,8 anos...

Com que idade gostaria de se reformar?

Base: 932 trabalhadores por conta de outrem ou própria, estudantes e pessoas desempregadas que já trabalharam no passado.

32% icon

mas apenas cerca de três em cada dez (32%) acreditam que se podem reformar na idade que pretendem.

Crê que se poderá reformar com essa idade? [A idade em que gostaria de se reformar]

Base: 863 trabalhadores por conta de outrem ou própria, estudantes e pessoas desempregadas que já trabalharam no passado e mencionam uma idade.
icon

icon

Oito em cada dez (82%) gostariam de decidir de livre vontade sobre a sua idade de reforma e que o montante da pensão fosse ajustado em conformidade com as contribuições ao longo do tempo.

Com o aumento da esperança de vida, é necessário pagar pensões aos reformados durante mais tempo. Para que a segurança social possa suportar este custo, que opção preferiria?

Base: Total de pessoas entrevistadas.

82%

icon icon

77%

icon icon

icon

Quase oito em cada dez portugueses (77%) apreciariam que cada trabalhador tivesse uma conta individual na qual fossem acumuladas as suas contribuições ao longo da sua vida profissional, e que a pensão de reforma fosse calculada de acordo com o montante acumulado nessa conta.

O que lhe pareceria a ideia de cada trabalhador ter uma conta individual na qual se iriam acumulando as suas contribuições ao longo da vida laboral e que a pensão de reforma se calculasse em função do valor acumulado nessa conta individual? Bem ou mal?

Base: Total de pessoas entrevistadas.